Marco Aurelio Seta
Artigos

E NÓS, SOCIALISTAS ?

O Presidente Bolsonaro, após sua eleição, declarou sua intenção de governar para todos os brasileiros, de norte a sul, de leste a oeste, independentemente de raça, de idade, de origem e de posição social, de credo político e de credo religioso. E esta sua declaração foi aprovada por todos os brasileiros, como o cumprimento de um dever de Presidente.

        Entretanto, sempre o entretanto, no discurso de posse falou com ênfase em acabar com o Socialismo no Brasil.

              Eu, socialista da velha guarda, me senti atingido.

              Não sei até que ponto; não sei de que maneira; mas o fato é que me senti atingido, discriminado, separado dos  brasileiros para os quais ele pretende governar; senti-me expulso desta grei da Pátria.

             Ademais, não sei bem o que ele quis dizer,  mas uma nação sem socialismo é, sem dúvida, uma nação sem socialistas.

           É uma nação atrasada  na História, já que a evolução  política da  humanidade a  longo prazo mostra, claramente, uma tendência ao igualitarismo e à justiça social, sem privilégios de classe, uma tendência à redução dos poderes políticos absolutos e ao crescimento da participação das organizações da sociedade nas decisões de Governo. Uma crescente consciência da influência do Capital na vida política e uma tendência ao controle e ao cerceamento desta influência. Em resumo, a História mostra uma tendência ao socialismo.

            Mostra também que a realização máxima da Política, nesta História, ocorreu durante a vigência da social-democracia na Europa do pós-guerra, nascida da exaustão da guerra e do forte sentimento antifascista, e desenvolvida com grande êxito até o enfraquecimento da União Soviética, aproveitado pela articulação Reagan-Tatcher para impor ao mundo o neoliberalismo hoje já decadente.

            O Socialismo democrático é, de fato, uma corrente de pensamento político fortemente presente em todas as democracias do mundo, até na pátria do capitalismo, onde a liderança do Senador Sanders se faz cada vez mais importante, à frente de um partido socialista. É muito difícil conceber uma democracia sem a presença de uma forte representação socialista.

            É realmente muito difícil e, acreditando no compromisso democrático assumido por ele perante todos os brasileiros, tomo a liberdade de sugerir ao Presidente uma fala complementar, explicadora do significado desta exclusão do socialismo.

         Exemplifico este estado de preocupação com a carta de Jaime Amorim, diretor do MST de Pernambuco, ao seu governador, pedindo garantias físicas para os membros do Movimento no Estado, fortemente ameaçados por jagunços dos grandes proprietários, dentro deste clima  de guerra que imperou durante a campanha e ainda não se desfez com a posse do novo Presidente.

              Enquanto  permanecer  esta  vagueza  de   interpretação  da   fala  do  trono, nós,  socialistas brasileiros, tantos milhões, não teremos uma tranquilidade de expectativa, quanto aos nossos direitos de cidadania.

              Sim, declaro-me, desde logo, um velho socialista, eleito, há mais de 50 anos, deputado federal pelo Partido Socialista Brasileiro. E de convicções socialistas cada vez mais fortes, à medida que acompanho a evolução da política no mundo.

               E ainda  me  lembro bem dos comentários  de meu  pai a  respeito  da declaração de Clement Atlee, líder do Partido Trabalhista Inglês (socialista), eleito Primeiro Ministro do Reino Unido em 1945, logo depois da guerra, derrotando Winston Churchill, o maior e mais reconhecido líder da vitória contra o nazismo: “Eu também sou cidadão britânico, e quero ser o líder da paz, da justiça e da reconstrução, como Churchill foi o grande líder da guerra”.

               Com efeito, a social-democracia europeia começou com o sucesso da grande e exemplar obra reformadora de Clement Atlee no Reino Unido.

Fonte: Roberto Saturnino Braga – CORREIO SATURNINO -Artigo nº 490/2018

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange